BelaVistaMS
Política

25/05/2018 - 08h47

Política

Candidata propõe eleições gerais na Famasul

Assessoria de Imprensa

Em oposição ao atual presidente Mauricio Saito, Terezinha Candido quer mais participação do produtor

No cerne das discussões pela sucessão na Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), a proposta que encabeça o plano de gestão da candidata pela chapa “Novos Tempos”, Terezinha Candido, poderá revolucionar a relação entre a instituição e os sindicatos rurais do Estado com eleições gerais.

Entidade integrada a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), a Famasul é a organização patronal responsável pela representação da classe produtora rural junto ao Estado e a sociedade em geral. Sua base é composta por 69 Sindicatos Rurais instalados em praticamente todos os municípios do MS.

De acordo com o regimento eleitoral da instituição, o pleito ocorre de forma colegiada. Presidente, vice e integrantes da diretoria são escolhidos por meio de votos dos sindicatos rurais, que representam a classe produtiva de todo Estado.

“A Democracia plena passa pelo direito de todos de exercerem sua escolha e preferência em todos os níveis da sociedade organizada, por isso nosso compromisso é pela implantação de eleições gerais para que os produtores sindicalizados possam manifestar sua preferência e escolha”, comenta Terezinha.

A candidata explica que, num primeiro momento, em atendimento às normativas legais, será proposto o regime de Plenárias. Desta forma, conforme o plano de gestão da chapa Novos Tempos, apesar da manutenção do voto qualitativo, o mesmo poderá refletir o pensamento da maioria dos associados. Assim o resultado das Plenárias dará subsídios e norteará o voto qualitativo do delegado sindical.

A proposta, no entanto, é ir além. Visa a substituição do voto qualitativo pelo chamado voto unitário. “Desta forma será possível construir um ambiente participativo, justo e inclusivo nos processos de escolha de seus representantes”, reitera a candidata.

Novidade - A primeira disputa real pela presidência da Famasul é oficial. O registro das candidaturas das duas chapas foi deferido na última semana pela direção da entidade.

Marcada para o dia 16 de junho, essa será a primeira eleição de fato a ser disputada na Federação que representa a classe produtora do Estado, ao longo de seus 40 anos de existência. Desde sua fundação, em 27 de outubro de 1977 – logo após a divisão do Estado de Mato Grosso – as sucessões sempre foram marcadas por chapas únicas.

Representando a mudança, Terezinha enfrenta o atual presidente da Federação, Mauricio Saito. Segundo a candidata de oposição, a atual gestão negligenciou os interesses da classe produtiva em apoio ao governo de Reinaldo Azambuja (PSDB). “O que se espera de uma federação é que represente os interesses de seus associados e não foi o que aconteceu. Hoje não sabemos onde termina a Famasul e começa o governo”, dispara a candidata.





Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

FPM registra elevação em maio, mas indica previsão de queda de 40% nos meses seguintes

Os números indicam um decréscimo de 20% em junho com relação a maio, e em torno de 18% a 20% em julho

Jamilson Name o nome da renovação politica Sul-Mato-Grossense

Nascido em Sidrolândia/MS, Jamilson, sempre acompanhou os projetos sociais desempenhados por sua família nos bairros da Capital

SOLIDARIEDADE confirma candidatura de vereador na região de Corumbá e Pantanal

A decisão foi tomada em reunião da cúpula do SD, acontecida no gabinete do vereador Papy

Candidata propõe eleições gerais na Famasul

Em oposição ao atual presidente Mauricio Saito, Terezinha Candido quer mais participação do produtor

Caravina defende que pré-candidatos à Presidência assumam compromisso com os municípios

Presidente da Assomasul lidera caravana de 55 prefeitos de MS durante a XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

Temer promete esforço para votar com urgência a nova Lei das Licitações

Pedido foi feito pelo presidente da Assomasul, Pedro Caravina, como membro do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios)

SOLIDARIEDADE: Pré-candidato à Presidência cumpre agenda em Campo Grande

Ainda na segunda-feira, na parte da tarde, de acordo com a assessoria do pré-candidato, o restante da sua agenda será de encontros com sindicalistas, estudantes, setores do agronegócio

Marcos Derzi diz que quer aproximar Sudeco dos prefeitos de MS

Superintendente do órgão participou de evento na Assomasul, em Campo Grande, nesta quarta-feira (25)

Artista surpreende novos auditores durante capacitação no TCE-MS

Com espontaneidade, Ruberval fortaleceu a motivação, que é uma dos pontos relevantes do TCE-MS

Caravina discute municipalização do trânsito com secretário de Segurança Pública

Na conversa com o secretário de Segurança Pública, Caravina se comprometeu em intermediar entendimentos com prefeitos em torno do processo





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb