BelaVistaMS
Geral

20/09/2017 - 14h14

Geral

Trabalhadores dos Correios de MS aderem à paralisação nacional da categoria

Assessoria de Imprensa

E queremos sim reposição salarial. Por isso a opção da greve é o que nos resta

A assembleia geral dos trabalhadores dos Correios, ocorrida em Campo Grande nesta terça, 19/09, deliberou pela adesão à paralisação nacional da categoria, seguindo a orientação do Comando de Negociação da Federação (FENTECT). A greve teve início a partir das 22 horas desta terça.

De acordo com a presidente do SINTECT-MS, Elaine Regina Oliveira, esta greve ocorre tendo em vista o enorme atraso – provocado deliberadamente pela empresa – no início das negociações e devido ao conjunto das “propostas” apresentadas pela direção da ECT, que se resumem em retirada e redução de direitos e benefícios da categoria, que foram conquistas das Campanhas Salariais anteriores. A empresa não apresentou também proposta de reajuste salarial.

Para o sindicato, a intenção da ECT é “empurrar com a barriga” as negociações até o final do ano, embora o Acordo Coletivo tenha expirado no dia 31 de julho, esperando a vigência da “reforma trabalhista” para impor sua redução de direitos e benefícios. “Esse é o golpe por trás dessa manobra”, afirma Elaine. “Não podemos aceitar o que a direção da ECT está tentando impor. Não vamos aceitar redução em nossos benefícios e no Plano de Saúde. Não aceitamos a retirada do que já está garantido no Acordo Coletivo atual. E queremos sim reposição salarial. Por isso a opção da greve é o que nos resta. A greve é um direito constitucional e a nossa arma, o nosso instrumento de pressão para destravar as negociações. Sempre foi assim, não nos iludamos.”

O sindicato da categoria avalia que atual gestão dos Correios, no governo Temer, tem apenas dois objetivos: retirar direitos dos trabalhadores, reduzir seus benefícios, e preparar a privatização. “Operam como “lesa pátria”, transferindo estatais a preço de banana para as grandes corporações internacionais e nacionais.”

“Estamos em luta por nossos direitos e em defesa da ECT. Na luta conquistamos esses direitos e benefícios! E será com a luta que vamos mantê-los! Vamos à luta! A greve é nossa arma”, conclui a sindicalista.






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

IFMS propõe oferta de cursos a distância a prefeitos de Mato Grosso do Sul

Atualmente, o IFMS tem acordos de cooperação com 15 prefeituras para a oferta de cursos técnicos e de qualificação profissional

Projetos do IFMS conquistam principais prêmios de feira científica estadual

O destaque foi para a premiação por área do conhecimento, principais categorias da Feira

IFMS abre cursos de Engenharia Civil e Redes de Computadores em Aquidauana

Com duração de cinco anos, o curso de Engenharia Civil será oferecido em período integral (manhã e tarde)

Estudantes de Dourados conquistam ouro em evento nacional de lançamento de foguetes

Apoio do Governo viabiliza a participação de estudantes e projeta nacionalmente o nome de Mato Grosso do Sul.

IFMS realiza primeira revalidação de diploma técnico obtido em outro país

Tibaldo, 21 anos, reside atualmente no município de Costa Rica, e apresentou a solicitação de revalidação no Campus Nova Andradina

Estudantes do IFMS apresentam 49 projetos em feira científica estadual

Os projetos abordam diversas áreas do conhecimento.

Nota pública da FENAJ contra comentários racistas do jornalista William Waack e o racismo na imprensa brasileira

De maneira ultrajante e entre risos, o jornalista atribui má-conduta a uma pessoa negra

TCE-MS orienta servidores e gestores públicos sobre Contabilidade e Fiscalização

A Semana Contábil e Fiscal para Estados e Municípios tem como objetivo, reciclar, aperfeiçoar e gerar conhecimentos em Contabilidade

Estudantes do IFMS vencem competição nacional de foguetes

O lançamento do foguete construído pela equipe do IFMS alcançou a marca de 218 metros





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb