BelaVistaMS
Geral

10/08/2017 - 11h02

Geral

Semana de comemorações para agricultura familiar

Ascom

Os agricultores familiares representam o Brasil que dá certo.

A Lei que instituiu a agricultura familiar no Brasil (Lei nº 11.326/2006) completa 11 anos nesta segunda-feira (24). Além dessa comemoração, a semana é marcada por outras datas importantes para os agricultores familiares do país. Por isso, a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) traz uma série de matérias em homenagem aos nossos produtores rurais. Para começar, vamos celebrar o Dia do Suinocultor, também comemorado em 24 de julho. Essa é uma atividade que faz parte da vida de milhares de famílias no campo. É com a suinocultura, então, que a Sead dá o ponta a pé inicial à série de reportagens, que será publicada no nosso site até o dia 28 de julho, Dia do Agricultor.

A diversidade é uma das características da agricultura familiar. Nas produções familiares, encontramos o cultivo de diversos produtos, entre eles, a carne suína. A atividade é digna de comemoração, pois já coloca o Brasil como o quarto maior produtor de carne suína do mundo. Os dados são do anuário brasileiro da agricultura familiar 2016, que ainda mostra que o Brasil é o terceiro país com o maior potencial de crescimento na produção de carnes nos próximos anos. Do que depender da agricultura familiar brasileira, o país só tem a subir nesse ranking. Segundo o último Censo Agropecuário, a agricultura familiar é responsável por cerca de 59% do plantel de suínos nacionais.

A atividade faz parte da vida de muitas famílias brasileiras, como a família de Joézio Rezende, do município de Patu, no Rio Grande do Norte. Joézio trabalha com a suinocultura há 15 anos e não está sozinho nessa. Tudo começou com o incentivo do pai, que iniciou sua criação com 8 cabeças. Do pai, Joézio ganhou um bicho para começar sua produção. Hoje, os dois juntos, já possuem mais 40 cabeças. “Para mim trabalhar com porco é muito bom. O preço aqui está bom. Não sou rico, mas graças a Deus conquistei minhas coisas com o meu suor”, ressalta.

De trabalhar Joézio afirma que a família jamais correu. Acordar cedo para colocar comida para os bichos já faz parte da rotina. A suinocultura virou de fato um negócio de família. Além dele e do pai, os irmãos e os primos também decidiram apostar na criação de suínos para garantir a renda da família, tanto que os bichos são criados na propriedade do primo, que usou recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para comprar 11 porcos de raça. A novidade se espalhou e a família já é procurada pelos vizinhos. “Tem muita gente vindo para reproduzir os bichos e a gente deixa, não cobramos, apenas a alimentação”, conta o agricultor. Leia mais sobre o Pronaf aqui.

Joézio garante que os porcos da família já têm fama de bons na região. Os suínos são vendidos para marchantes do estado. “Os marchantes não vêm nem olhar os bichos mais porque já sabem que são bons”, garante. Joézio afirma ainda que está vendendo seus animais por um bom preço.

A experiência de Joézio como suinocultor tem sido compartilhada com outros agricultores da região. Hoje, técnico agrícola, Joézio atua como extensionista bolsista no Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater-RN) e compartilha todo o seu conhecimento com outros produtores, sem deixar sua produção de lado.

O produtor ressalta que é filho de agricultor, que sempre viveu nesse ramo e tem amor pelo que faz e sabe da importância da atividade dele e da família “A agricultura está crescendo e a produção dos agricultores faz o PIB crescer também. Lutamos dia a dia com a seca, suamos trabalhando, mas é uma atividade que dá gosto. Gosto muito disso. A agricultura é o que dá sustentabilidade a nós todos”, destaca.

Semana do agricultor

A agricultura familiar é um importante segmento para o desenvolvimento do Brasil. São aproximadamente 4,4 milhões de famílias agricultoras, o que representa 84% dos estabelecimentos rurais brasileiros. Os números traduzem a importância da agricultura familiar para o desenvolvimento do país. Nessa direção, a Sead disponibilizou R$30 bilhões para serem investidos na safra 2017/2018, como prevê o Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020, lançado em maio deste ano. Acesse a cartilha do Plano Safra aqui.

Para Everton Ferreira, subsecretário da Agricultura Familiar da Sead, ao investir na agricultura familiar se está investindo em mais alimentação e em preços melhores. "A agricultura familiar é um importante elemento na distribuição de renda, no crescimento social, no combate à pobreza e na sustentabilidade no campo”, ressalta Everton.

Os agricultores familiares representam o Brasil que dá certo. Eles fazem a comida chegar até a mesa de cada brasileiro; produzindo mais 50% dos produtos da cesta básica; não faltam com seus compromissos e provam isso com uma taxa de inadimplência no Pronaf que não passa de 1%; sabem gerenciar seus empreendimentos, comercializar, obter renda.

São os agricultores familiares os representantes do Brasil nas maiores feiras de orgânicos do mundo. Levam o nome do país em produtos com qualidade orgânica e desenvolvimento sustentável para eventos como a Biofach, realizada na Alemanha, a Bio Brazil Fair, realizada no Brasil, a Saitex, na África do Sul e a Expoalimentaria, no Peru.






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

IFMS recebe inscrição para professor substituto em Campo Grande e Jardim

Para participar, o candidato não pode, entre outras coisas, ser docente vinculado à Lei nº 7.596/87

Santa Casa realiza cirurgia menos invasiva em tratamento de aneurisma cerebral

De acordo com o médico responsável pelo procedimento, Dr. Felipe Guardini, apenas 15% das pessoas que tem um aneurisma roto consegue retornar às atividades normais

Comunicação Alternativa facilita contato com pacientes

A enfermeira da equipe multiprofissional de terapia nutricional, Carla Dalponte, afirma que a placa veio para facilitar e melhorar o atendimento

Jovem campo-grandense lança livro de poesia nesta quinta-feira (24)

Com poemas que falam sobre sentimentos, obra é incentivo para quem também deseja se aventurar na literatura

Sidrolândia, Juti e Sete Quedas avançam na Copa Assomasul

Com esse resultado, o time de Iguatemi deu adeus à competição, pois já tinha perdido uma partida.

IFMS prorroga inscrições em Feiras de Ciência para setembro

Cada trabalho deve ter um orientador e, no máximo, três estudantes

Solenidade comemora 100 anos de Santa Casa com homenagens

A história das Santas Casas de Misericórdia vem de um ideal de voluntariado nascido por volta do ano de 1481

Estudante do IFMS é selecionado para o Parlamento Jovem Brasileiro

No total, 78 alunos foram selecionados para a jornada.

Leilão da SEFAZ/MS movimenta a semana com produtos em embalagens originais

Exclusivamente online, pregão tem lotes de roupas, de informática e até imagens de santos





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb