BelaVistaMS
Política

13/07/2017 - 19h16

Política

Reinaldo Azambuja acompanha em Nioaque encenação da Retirada da Laguna

Danúbia Burema e Bruno Chaves - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Teatro a céu aberto encenado pelo Comando Militar do Oeste nesta manhã pelas ruas de Nioaque recontou história emblemática da guerra do Paraguai.

Campo Grande (MS) – O Centro de Nioaque se transformou em palco na manhã desta quinta-feira (13.7) para encenação dos 150 anos da Retirada da Laguna. Junto com a população, o governador Reinaldo Azambuja acompanhou a tradicional encenação de teatro a céu aberto, recontando o episódio histórico ocorrido na Guerra do Paraguai em 1867.

Nioaque comemora neste ano seus 127 anos de emancipação e recebeu do Governo do Estado investimentos de infraestrutura que incluem desde a construção de ponte e unidades habitacionais a convênio com a Prefeitura para reforma de patrulha mecanizada e equipamentos para agricultura familiar.

Toda a cidade e convidados pararam para assistir à encenação realista, feita por militares do Comando Militar do Oeste (CMO) e civis convidados. Ao som de bombas, eles simularam o trajeto feito pela tropa brasileira que fez ofensiva em território paraguaio e depois foi forçada a se retirar para garantir a vida dos soldados. Na época, o caminho percorrido no então estado de Mato Grosso corresponde hoje aos municípios de Bela Vista, Antônio João, Guia Lopes, Jardim e Nioaque.

Dos três mil soldados liderados pelo Coronel Carlos de Morais Camisão, somente 700 sobreviveram. Seus nomes estão gravados em um monumento em Porto Canuto, no município de Anastácio. “Essa comemoração da Retirada da Laguna faz parte da nossa história, foi uma importante luta pela soberania nacional e que contou com bravos guerreiros”, enfatizou o governador.

“Mato Grosso do Sul comemora em 2017 os 40 anos de emancipação do nosso Estado e a gente tem muito a comemorar, principalmente por esses guerreiros que lutaram pela soberania nacional e pelo nosso País”, completou, reforçando que o episódio deve ser lembrado por todos os sul-mato-grossenses.

Nascida e criada em Nioaque, a dona de casa Josi Brandão, de 37 anos, acompanha todos os anos a recontagem desse importante capítulo da história. “É tradição do nosso povo acompanhar a encenação desse ato histórico”, afirmou. Ao lado das duas filhas, de dois e sete anos, ela tem passado adiante o costume. “Acho importante que elas participem”, destacou.

Para o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, trata-se de uma manifestação cultural emocionante que resgata a história da ocupação do nosso Estado em um momento de guerra. “Lançou seus heróis, não houve vencidos nem vencedores”, ressaltou, sobre o confronto que envolveu quatro nações.

Ele lembrou ainda que o hino de MS traz o comandante da Retirada da Laguna, Coronel Camisão, como um dos referenciais do Estado. “É importante cultuar o passado, entender isso aí, para que a gente possa construir o futuro”, afirmou.

Participam do evento também o prefeito Valdir Couto Júnior; o comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), coronel José Carlos Castelar; vereadores e prefeitos de cinco município vizinhos a Nioaque; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Júnior Mocchi e os deputados federais Jair Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta.





Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Confaz-MS deseja ano menos turbulento para os municípios de MS

A Assomasul ressalta ainda que essa atitude surpreendeu todos os prefeitos de MS e do Brasil

Rose Modesto assume governo na segunda-feira e visita municípios em estado de emergência

Ao todo, mais de 1.800 pessoas foram afetadas em 13 cidades do Estado.

TCE abre inscrições para curso direcionado aos profissionais do SUS

Direcionado aos profissionais atuantes da rede do Sistema Único de Saúde, prioritariamente aos vinculados ao Conselho Estadual e Municipal de Saúde, o objetivo do curso é capacitar conselheiros da saúde

Projeto E-EXTRATOR do TCE-MS é destaque em Congresso Nacional de Tribunais de Contas

Para o presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, a participação nesse Congresso é muito importante para a troca de informações e conhecimento.

Governo cede a pressão, mas reduz pela metade socorro financeiro aos municípios

O montante de R$ 2 bi, no entanto, é inferior ao calculado pela CNM, que previa, por exemplo, repasse de R$ 58,720 milhões para MS.

Prefeitos definem estratégia de atuação durante mobilização em Brasília

A ideia é pressionar o governo central a liberar verbas adicionais às prefeituras brasileiras

Assomasul pode apoio à bancada federal para aprovação da pauta municipalista

Incluindo a fraca distribuição das transferências constitucionais, como o FPM, os prefeitos se queixam que a União não está honrando seus compromissos com os programas sociais

Paulo Corrêa entrega relatório da CPI da JBS ao presidente Junior Mochi

A suspensão também foi um pedido da CPI após a conclusão dos trabalhos e ficará mantida até que a Sefaz conclua a auditoria interna

Executivo e Legislativo discutem processos de melhoria

E para concretizar esse estreitamento de relação entre a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Consultoria Legislativa (Conleg/Segov) e Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJR)

Solidariedade Mulher reúne militantes em Campo Grande

Martins disse esperar que o SD seja realmente um partido diferente também em relação a luta feminina





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb