Mensagem
BelaVistaMS
Política

13/07/2017 - 19h16

Política

Reinaldo Azambuja acompanha em Nioaque encenação da Retirada da Laguna

Danúbia Burema e Bruno Chaves - Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Teatro a céu aberto encenado pelo Comando Militar do Oeste nesta manhã pelas ruas de Nioaque recontou história emblemática da guerra do Paraguai.

Campo Grande (MS) – O Centro de Nioaque se transformou em palco na manhã desta quinta-feira (13.7) para encenação dos 150 anos da Retirada da Laguna. Junto com a população, o governador Reinaldo Azambuja acompanhou a tradicional encenação de teatro a céu aberto, recontando o episódio histórico ocorrido na Guerra do Paraguai em 1867.

Nioaque comemora neste ano seus 127 anos de emancipação e recebeu do Governo do Estado investimentos de infraestrutura que incluem desde a construção de ponte e unidades habitacionais a convênio com a Prefeitura para reforma de patrulha mecanizada e equipamentos para agricultura familiar.

Toda a cidade e convidados pararam para assistir à encenação realista, feita por militares do Comando Militar do Oeste (CMO) e civis convidados. Ao som de bombas, eles simularam o trajeto feito pela tropa brasileira que fez ofensiva em território paraguaio e depois foi forçada a se retirar para garantir a vida dos soldados. Na época, o caminho percorrido no então estado de Mato Grosso corresponde hoje aos municípios de Bela Vista, Antônio João, Guia Lopes, Jardim e Nioaque.

Dos três mil soldados liderados pelo Coronel Carlos de Morais Camisão, somente 700 sobreviveram. Seus nomes estão gravados em um monumento em Porto Canuto, no município de Anastácio. “Essa comemoração da Retirada da Laguna faz parte da nossa história, foi uma importante luta pela soberania nacional e que contou com bravos guerreiros”, enfatizou o governador.

“Mato Grosso do Sul comemora em 2017 os 40 anos de emancipação do nosso Estado e a gente tem muito a comemorar, principalmente por esses guerreiros que lutaram pela soberania nacional e pelo nosso País”, completou, reforçando que o episódio deve ser lembrado por todos os sul-mato-grossenses.

Nascida e criada em Nioaque, a dona de casa Josi Brandão, de 37 anos, acompanha todos os anos a recontagem desse importante capítulo da história. “É tradição do nosso povo acompanhar a encenação desse ato histórico”, afirmou. Ao lado das duas filhas, de dois e sete anos, ela tem passado adiante o costume. “Acho importante que elas participem”, destacou.

Para o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, trata-se de uma manifestação cultural emocionante que resgata a história da ocupação do nosso Estado em um momento de guerra. “Lançou seus heróis, não houve vencidos nem vencedores”, ressaltou, sobre o confronto que envolveu quatro nações.

Ele lembrou ainda que o hino de MS traz o comandante da Retirada da Laguna, Coronel Camisão, como um dos referenciais do Estado. “É importante cultuar o passado, entender isso aí, para que a gente possa construir o futuro”, afirmou.

Participam do evento também o prefeito Valdir Couto Júnior; o comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), coronel José Carlos Castelar; vereadores e prefeitos de cinco município vizinhos a Nioaque; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Júnior Mocchi e os deputados federais Jair Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta.





Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Balcão de negócios: maioria da CCJ rejeita denúncia conta Temer

Dagoberto acredita na aprovação em Plenário

Reinaldo Azambuja acompanha em Nioaque encenação da Retirada da Laguna

Teatro a céu aberto encenado pelo Comando Militar do Oeste nesta manhã pelas ruas de Nioaque recontou história emblemática da guerra do Paraguai.

Nova reunião sobre acessos da rodovia à cidade acontecerá em Dourados, na próxima semana, com participação da ANTT

A decisão sobre o evento em Dourados saiu de uma audiência onde estiveram presentes o ministro dos Transportes, Maurício Quintella

Se comprovado o descumprimento dos TAREs, JBS poderá ter que devolver dinheiro ao Estado

A afirmação foi feita pelo presidente da Comissão, deputado Paulo Corrêa, durante a quarta reunião da CPI

Índice de ICMS encolhe em 27 municípios, enquanto 52 terão receita maior em 2018

Por ordem de classificação, os municípios da região sudoeste que terão mais dinheiro para investir a partir do ano que vem são: Antonio João, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Porto Murtinho, Bela Vista, Caracol, Bonito e Jardim

Acampamento dos Policiais Civis completa 30 dias em frente à governadoria.

Ontem (10)os policiais civis rejeitaram as proposta do governo e continuam acampados

Receitas do ISS podem render mais de R$ 65 milhões para os municípios de MS

Ocorre que em dezembro de 2016, Temer sancionou a lei, porém, vetou trechos do projeto que prevê a redistribuição

CPI solicita procurações dos representantes da JBS e concede mais 30 dias de prazo

O ofício foi entregue no último dia 03 de julho, pela advogada Fernanda Regina de Oliveira





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb