BelaVistaMS
Geral

11/07/2017 - 16h30

Geral

MEI poderá parcelar débitos a partir do dia 3 de julho

Sebrae

Microempreendedores Individuais terão até 120 meses para pagar boletos em atraso

Brasília - Os Microempreendedores Individuais (MEI) que possuem boletos mensais em aberto, até maio deste ano, poderão parcelar os débitos em até 120 meses a partir do próximo dia 3 de julho. Essa é a primeira vez que esse segmento empresarial poderá pagar os impostos devidos em parcelas. Cada prestação deve ter valor mínimo de R$ 50. O prazo para aderir ao programa de renegociação das dívidas é de 90 dias.

Benefício a micro empreendedores foi publicado no Diário Oficial no dia 16 deste mês
De acordo com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, 60% dos microempreendedores individuais possuem boletos atrasados. “É sempre preocupante a inadimplência, principalmente diante de um programa de redução da informalidade com valores reduzidos. O maior prejudicado com a falta de pagamento da contribuição mensal é o próprio MEI, por isso nos empenhamos para conseguir junto à Receita Federal esse parcelamento”.

Afif destaca que quem parcelar seus débitos poderá reaver os direitos previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença ou licença-maternidade, além de participar de licitações com os governos Federal, estaduais e municipais.

A solicitação de adesão será feita por meio do site da Receita Federal. Para solicitar o parcelamento, o MEI deve apresentar a Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual (DASN-Simei) relativa aos respectivos períodos de apuração. O valor de cada parcela mensal será acrescido de juros da taxa Selic mais 1%, relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado.

Desde que foi criado, em julho de 2009, mais de sete milhões de pessoas se formalizaram como MEI. O número de empreendimentos desse porte já superou o número de micro e pequenas empresas, que corresponde a cinco milhões em todo o Brasil. Trabalhadores autônomos, como cabeleireiros, pedreiros, entre outros, que estavam na irregularidade agora possuem um CNPJ e direito a benefícios previdenciários como aposentadoria e licença-maternidade.






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Estudantes do IFMS apresentam 49 projetos em feira científica estadual

Os projetos abordam diversas áreas do conhecimento.

Nota pública da FENAJ contra comentários racistas do jornalista William Waack e o racismo na imprensa brasileira

De maneira ultrajante e entre risos, o jornalista atribui má-conduta a uma pessoa negra

TCE-MS orienta servidores e gestores públicos sobre Contabilidade e Fiscalização

A Semana Contábil e Fiscal para Estados e Municípios tem como objetivo, reciclar, aperfeiçoar e gerar conhecimentos em Contabilidade

Estudantes do IFMS vencem competição nacional de foguetes

O lançamento do foguete construído pela equipe do IFMS alcançou a marca de 218 metros

Candidatos do Exame de Seleção podem solicitar ao IFMS carteira de identificação específica para prova

Caso o candidato não possua um documento de identidade oficial com foto, ele poderá solicitar ao Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Começa a terraplenagem da nova indústria da Coamo em Dourados

Mansano informa que atualmente estão trabalhando na obra cerca de 100 trabalhadores contratados

Funtrab realizará um dia especial de trabalho, emprego e renda

Assim sendo, mesmo a data sendo feriado nacional, os servidores da Fundação ficarão em atividade

O desmonte do ensino superior e do sistema de ciência e tecnologia no Brasil

Com perplexidade testemunhamos um retrocesso nas atividades de pesquisa no Brasil





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb