BelaVistaMS
Política

12/06/2017 - 15h26

Política

Vereadores convidam secretário de Administração e Finanças para avaliação dos trabalhos da prefeitura no município

Thiago Gonçalves

A primeira dúvida foi em relação ao transporte escolar no que diz respeito ao cálculo

A Câmara Municipal de Bodoquena através de seu presidente Edinho Carvalho (PR) juntamente com os vereadores Nelson de Paulo (PSDB), Mano Pereira (PMDB), Osmar Ajala (PMDB), Emerson Garrucha (PTdoB) e Carlos Petronilio (PSDB), convida o secretário Municipal de Administração e Finanças Juliardson de Castro Couto para reunião no gabinete da presidência na manhã desta segunda-feira (12/06), afim de elucidar questionamentos em relação ao transporte escolar, licitações e analisar os trabalhos realizados em Bodoquena neste primeiro semestre da nova gestão.

A primeira dúvida foi em relação ao transporte escolar no que diz respeito ao cálculo em que o Executivo norteou para licitar as empresas que prestam este serviço. Conforme Juliardson, a prefeitura usou como base o cálculo feito no ano passado e isso gerou uma diferença em algumas linhas onde constatou a diminuição “da perna”, ou seja, diminuiu o trajeto a ser percorrido pelo ônibus.

“Foi feita aferição em todas as linhas havendo concordâncias entre a prefeitura e alguns empresários conforme a diferença de quilometragem e estamos aguardando resposta dos que ainda não entraram em acordo”, revela o chefe da pasta.

Porém, o secretário assegura que a prefeitura fará de tudo para que os alunos não sejam prejudicados e que os empresários não querem perder a linha do transporte escolar, “eles [os empresários] garantiram que iriam tocar até o final do ano”, disse Juliardson.
Outro assunto bastante comentado na cidade é a questão do envio dos ônibus estragados para sofrerem reparos mecânicos no município de Caracol.

Julio foi categórico ao afirmar que antes de licitar o serviço, esteve em todas as oficinas mecânicas de Bodoquena conversando com os empresários que estavam cientes da seleção e lembra que ganha a disputa quem atende todos os requesitos do edital.

“O que priorizamos em nossa gestão é a qualidade no serviço e preço baixo. Todos os ônibus estragados são assegurados e os mesmos foram de guincho para Campo Grande e Caracol, não foi gasto nem um centavo com gasolina para o transporte destes veículos”, garante o secretário.
Conforme Edinho Carvalho, a reunião teve um balanço positivo e produtivo para esclarecer dúvidas da sociedade e disse que o objetivo de sua gestão é ouvir os dois lados, “nós estamos conversando com as pessoas e todas as reclamações nós levaremos ao Executivo por intermédio de seus secretários”, pontua.

Destacou ainda que todos os vereadores tiveram a oportunidade de questionar e tirar suas dúvidas, “o secretário apresentou documentos explicando a forma com que cada licitação foi feita, e é desta forma que queremos trabalhar e continuar com esta parceria”, disse Edinho.
Juliardson se prontificou de enviar à Câmara de Bodoquena outros documentos juntamente com os editais de licitação para os vereadores analisarem com maior detalhamento e assim, responderem com segurança a todos os questionamentos dos munícipes.

A Câmara têm convocado os chefes das pastas municipais para haver entendimento entre os poderes Executivo e Legislativo através de debates com os parlamentares em torno das ações da prefeitura bem como discutir os projetos futuros para Bodoquena. O próximo a ser convidado para reunião na Casa de Leis será o secretário de Obras e Infraestrutura Jair Beltramelo Ferracini.






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

TCE abre inscrições para curso direcionado aos profissionais do SUS

Direcionado aos profissionais atuantes da rede do Sistema Único de Saúde, prioritariamente aos vinculados ao Conselho Estadual e Municipal de Saúde, o objetivo do curso é capacitar conselheiros da saúde

Projeto E-EXTRATOR do TCE-MS é destaque em Congresso Nacional de Tribunais de Contas

Para o presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, a participação nesse Congresso é muito importante para a troca de informações e conhecimento.

Governo cede a pressão, mas reduz pela metade socorro financeiro aos municípios

O montante de R$ 2 bi, no entanto, é inferior ao calculado pela CNM, que previa, por exemplo, repasse de R$ 58,720 milhões para MS.

Prefeitos definem estratégia de atuação durante mobilização em Brasília

A ideia é pressionar o governo central a liberar verbas adicionais às prefeituras brasileiras

Assomasul pode apoio à bancada federal para aprovação da pauta municipalista

Incluindo a fraca distribuição das transferências constitucionais, como o FPM, os prefeitos se queixam que a União não está honrando seus compromissos com os programas sociais

Paulo Corrêa entrega relatório da CPI da JBS ao presidente Junior Mochi

A suspensão também foi um pedido da CPI após a conclusão dos trabalhos e ficará mantida até que a Sefaz conclua a auditoria interna

Executivo e Legislativo discutem processos de melhoria

E para concretizar esse estreitamento de relação entre a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Consultoria Legislativa (Conleg/Segov) e Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJR)

Solidariedade Mulher reúne militantes em Campo Grande

Martins disse esperar que o SD seja realmente um partido diferente também em relação a luta feminina

Por verbas adicionais, prefeitos vão a Brasília em nova mobilização nacional

Pelos cálculos da CNM, as 79 prefeituras de Mato Grosso do Sul terão direito a R$ 58,720 milhões





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb