BelaVistaMS
Política

12/06/2017 - 14h16

Política

Paulo Corrêa sugere transformar Comissão Especial em CPI

Assessoria de Imprensa

O parlamentar justificou a mudança dizendo que Comissão Especial não tem as mesmas prerrogativas de uma CPI

O deputado Paulo Corrêa, presidente da Comissão Especial criada para analisar os quatro pedidos de impeachment do Governador Reinaldo Azambuja, apresentou hoje (07/06) durante a primeira reunião da Comissão, um requerimento sugerindo converter a mesma em uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

O parlamentar justificou a mudança dizendo que Comissão Especial não tem as mesmas prerrogativas de uma CPI, o que poderia atrapalhar as investigações.

“A Comissão Especial não tem a mesma força de investigação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Houve por bem colocar isso em votação para que possamos fazer o requerimento de uma CPI e assim, teremos mais força de investigação, inclusive para solicitar coercitivamente ou não a vinda de pessoas para depor. Não conhecemos todas essas empresas, pessoas físicas e pessoas jurídicas que foram citadas e por isso precisamos ter força para poder fazer uma investigação correta”, explicou. 

A sugestão foi aprovada por unanimidade pelos outros membros presentes na reunião e agora outro requerimento será elaborado para aprovação no plenário da Casa de Leis.

Paulo Corrêa destacou que o texto vai expor o fato determinado, nome da CPI e lapso temporal. E defendeu que a Comissão investigue as denúncias de fatos ocorridos desde o ano de 2010 e que foram citados na delação da JBS.

“Não podemos errar o lapso temporal. Como a delação do JBS suscitou a criação desta comissão, o lapso temporal que esta escrito na denúncia é do ano de 2010 pra cá. Vamos avaliar em conjunto, democraticamente, colocar em votação, e decidir como tem que ser feito. Queremos checar tudo. As denúncias são muito fortes e nós não queremos errar. Vamos atrás de constituir provas”, finalizou.

A cópia da delação da JBS já está em posse da comissão. Na próxima quarta-feira, em reunião no Plenarinho Nelito Câmara os membros devem aprovar o texto do requerimento de criação da CPI, que posteriormente será apreciado em plenário.





Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

TCE abre inscrições para curso direcionado aos profissionais do SUS

Direcionado aos profissionais atuantes da rede do Sistema Único de Saúde, prioritariamente aos vinculados ao Conselho Estadual e Municipal de Saúde, o objetivo do curso é capacitar conselheiros da saúde

Projeto E-EXTRATOR do TCE-MS é destaque em Congresso Nacional de Tribunais de Contas

Para o presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, a participação nesse Congresso é muito importante para a troca de informações e conhecimento.

Governo cede a pressão, mas reduz pela metade socorro financeiro aos municípios

O montante de R$ 2 bi, no entanto, é inferior ao calculado pela CNM, que previa, por exemplo, repasse de R$ 58,720 milhões para MS.

Prefeitos definem estratégia de atuação durante mobilização em Brasília

A ideia é pressionar o governo central a liberar verbas adicionais às prefeituras brasileiras

Assomasul pode apoio à bancada federal para aprovação da pauta municipalista

Incluindo a fraca distribuição das transferências constitucionais, como o FPM, os prefeitos se queixam que a União não está honrando seus compromissos com os programas sociais

Paulo Corrêa entrega relatório da CPI da JBS ao presidente Junior Mochi

A suspensão também foi um pedido da CPI após a conclusão dos trabalhos e ficará mantida até que a Sefaz conclua a auditoria interna

Executivo e Legislativo discutem processos de melhoria

E para concretizar esse estreitamento de relação entre a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Consultoria Legislativa (Conleg/Segov) e Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJR)

Solidariedade Mulher reúne militantes em Campo Grande

Martins disse esperar que o SD seja realmente um partido diferente também em relação a luta feminina

Por verbas adicionais, prefeitos vão a Brasília em nova mobilização nacional

Pelos cálculos da CNM, as 79 prefeituras de Mato Grosso do Sul terão direito a R$ 58,720 milhões





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb