BelaVistaMS
Política

05/06/2017 - 15h03

Política

TCE-MS apresenta boas práticas de gestão de riscos para Tribunais da região Sul

Tania Barata Sother

Trata-se da gestão de riscos que é, sem dúvida, uma excelente matriz para essa finalidade

O encontro promovido pela Escola Superior de Gestão e Controle Francisco Juruena, do TCE do Rio Grande do Sul, reuniu presidentes, conselheiros e servidores dos Tribunais dos Estados do Sul e de Mato Grosso do Sul. Durante dois dias os participantes trocaram experiências e compartilharam conhecimento através de relatos de boas práticas adotadas pelos Tribunais.

O presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, e o diretor de gestão e modernização, Douglas Avedikian, acompanhados do auditor, conselheiro substituto Célio Lima de Oliveira e do secretário geral do Ministério Público de Contas, José Lauro Sanches, apresentaram as ações de modernização implantadas na atual gestão compartilhada do TCE-MS com o objetivo de avançar na efetividade. “Nosso Tribunal tomou a iniciativa de buscar ferramentas modernas e inovadoras, capazes de oferecer aos gestores públicos transparência e segurança, e ainda a possibilidade deles tomarem decisões mais acertadas durante suas administrações evitando com isso desperdício e desvio do dinheiro público.

Trata-se da gestão de riscos que é, sem dúvida, uma excelente matriz para essa finalidade,” esclareceu o presidente.

O diretor de gestão e modernização, Douglas Avedikian, apresentou o painel “Gestão de riscos e a extração de dados do TCE-MS”. A ferramenta, que já foi apresentada até em uma Conferência Ibero Americana,  está sendo utilizada no gerenciamento de risco e, segundo ele, é uma metodologia nova, desenvolvida para que as Cortes de Contas utilizem todo o conceito de risco em termos de probabilidade no controle externo. “Dessa forma temos plenas condições para avançar no sentido de tornar o TCE-MS uma organização que utiliza as mais modernas ferramentas e metodologia de gestão e de TI. O Gerenciamento de Riscos e o E-EXTRATOR já são hoje uma realidade no TCE-MS e cada vez mais iremos aperfeiçoar essas ferramentas e metodologias otimizando o seu uso no controle externo”, destacou o diretor.

O sucesso do encontro fez com que o presidente da Corte de Contas do Mato Grosso do Sul, conselheiro Waldir Neves, sugerisse que ele passe a acontecer regularmente e seja adotado o nome o TCE Sul. “Gostaria de sugerir que o 2° TCE Sul seja realizado em agosto em MS, o 3° no Paraná em outubro e o 4° em dezembro em Santa Catarina”. Waldir Neves propôs ainda que os Tribunais participantes assinem um termo de cooperação para a troca de experiências de sucesso. “Esse compartilhamento das experiências que deram certo é fundamental. Nosso trabalho é preventivo e pedagógico. Estamos desenvolvendo tecnologia própria para poder compartilhar com demais Tribunais e queremos também conhecer as experiências positivas dos demais Estados.”






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Por verbas adicionais, prefeitos vão a Brasília em nova mobilização nacional

Pelos cálculos da CNM, as 79 prefeituras de Mato Grosso do Sul terão direito a R$ 58,720 milhões

Mais Médicos deve ser prorrogado por três anos, prevê ministro da Saúde

O programa foi criado para suprir a falta de médicos em regiões pobres

Palestra de prevenção ao câncer de mama encerra campanha Outubro Rosa no TCE-MS

Além da palestra que abordou sobre a importância da prevenção e da luta contra o câncer de mama

Vereadores reclamam de demora no atendimento de costarriquenses que precisam de tratamento na capital

O assunto veio à tona e a indicação foi apresentada na sessão plenária realizada na noite de sexta-feira

TCE inaugura memorial histórico nos 40 anos de MS

Desde a criação, em 24 de março de 1980, data da primeira sessão do Tribunal, os membros da Corte contribuíram para a construção da história

Negociatas de Temer funcionam novamente

Para o deputado Dagoberto Nogueira (PDT), autorizar as investigações era obrigação dos parlamentares

Edinho Carvalho participa de encontro com presidentes de Câmaras para discutir crise na Saúde de Aquidauana

As dificuldades encontradas pelos administradores hospitalares em manter o funcionamento das unidades de saúde

Zé Teixeira reitera pedido de recapeamento em trecho da MS-379

Para o democrata, o atendimento ao pedido oferecerá mais tranquilidade aos moradores da região e usuários da rodovia, atenderá também aos anseios dos produtores rurais da região

ITR injeta R$ 85 milhões no caixa das prefeituras e pode salvar o13º salário de boa parte dos servidores

Assomasul considera que repasse apenas ameniza a situação diante da crise atual dos municípios





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb