BelaVistaMS
Geral

07/05/2017 - 21h49

Geral

Estado fecha o primeiro quadrimestre de 2017 sem registro de casos de H1N1

Jeferson Gonçalves - SES

Mesmo com queda de índice, Saúde intensifica as ações de prevenção, além de reforçar a importância da vacinação contra a gripe.

Campo Grande (MS) – Mato Grosso do Sul registrou neste primeiro quadrimestre queda do numero de casos confirmados de Influenza A H1N1 em comparação ao ano passado, considerado epidêmico para a doença. Os dados foram publicados nesta quarta-feira (3) no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul. De acordo com o boletim, em 2016, no período da semana 1 a semana 18, foram registradas 227 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 42 confirmadas para H1N1. Este ano, no mesmo período, foram registradas 209 notificações de SRAG, porém nenhum caso confirmado de H1N1.

Ainda em 2016 e no mesmo período, das 510 amostras analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-MS), 117 foram confirmadas com a influenza A H1N1. Já este ano, de 400 amostras analisadas, nenhuma foi confirmada com H1N1. Em relação aos óbitos, em 2016 foram registrados, no primeiro quadrimestre, nove óbitos, enquanto este, apenas um óbito, o de uma criança de 1 ano, que morava em Campo Grande. Ela faz parte do grupo de risco, apresentou sintomas no dia 26 de abril e morreu no dia 30, acometida da gripe H3N2. Os dados mostram uma queda significativa no registro de casos graves da doença em todo o estado, além do fortalecimento das ações em saúde na capacitação dos profissionais de saúde nos cuidados e orientações à população sobre os riscos do vírus Influenza.

Mesmo com a queda dos números, a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul reforça os cuidados não apenas direcionados à Influenza A H1N1, como também ao seu tipo sazonal H3N2. Para isso é importante que a população continue adotando as medidas básicas de cuidados aos primeiros sintomas da doença e também procurando as unidades de saúde para se vacinar, caso façam parte do público-alvo.

Vacinação – Desde o dia 17 de abril está ocorrendo em todas as unidades básicas de saúde dos municípios, a Campanha de Vacinação contra a Influenza, que continua sendo o método mais eficaz para evitar o agravo da doença. Para este ano foram incluídos os profissionais de educação da rede de ensino básico (Ensino Regular, Especial e Educação de Jovens e Adultos – EJA) e superior das escolas públicas e privadas. A inclusão no público-alvo foi um dos principais debates em 2016, devido aos números de casos registrados, sendo Mato Grosso do Sul, um dos principais estados a se mobilizar para a inclusão dos profissionais da rede de ensino.

Também fazem parte do público alvo: Pessoas com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas, população privada de liberdade e profissionais do sistema prisional.

Em Mato Grosso do Sul serão aplicadas aproximadamente 750 mil doses que serão distribuídas aos 79 municípios. A mobilização é coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde, através da Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde em parceria com as coordenadorias de imunização dos municípios, sendo a meta 90% do público-alvo.






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Estudantes do IFMS apresentam 49 projetos em feira científica estadual

Os projetos abordam diversas áreas do conhecimento.

Nota pública da FENAJ contra comentários racistas do jornalista William Waack e o racismo na imprensa brasileira

De maneira ultrajante e entre risos, o jornalista atribui má-conduta a uma pessoa negra

TCE-MS orienta servidores e gestores públicos sobre Contabilidade e Fiscalização

A Semana Contábil e Fiscal para Estados e Municípios tem como objetivo, reciclar, aperfeiçoar e gerar conhecimentos em Contabilidade

Estudantes do IFMS vencem competição nacional de foguetes

O lançamento do foguete construído pela equipe do IFMS alcançou a marca de 218 metros

Candidatos do Exame de Seleção podem solicitar ao IFMS carteira de identificação específica para prova

Caso o candidato não possua um documento de identidade oficial com foto, ele poderá solicitar ao Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Começa a terraplenagem da nova indústria da Coamo em Dourados

Mansano informa que atualmente estão trabalhando na obra cerca de 100 trabalhadores contratados

Funtrab realizará um dia especial de trabalho, emprego e renda

Assim sendo, mesmo a data sendo feriado nacional, os servidores da Fundação ficarão em atividade

O desmonte do ensino superior e do sistema de ciência e tecnologia no Brasil

Com perplexidade testemunhamos um retrocesso nas atividades de pesquisa no Brasil





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb