BelaVistaMS
Porto Murtinho

27/01/2017 - 16h21

Porto Murtinho

Agehab apresenta projeto Lote Urbanizado em Murtinho

Toninho Ruiz

O contemplado tem o prazo de 6 meses para o inicio da construção a casa e para a cobertura ainda terá a oportunidade de financiar pelo governo do estado

Na tarde de quarta-feira, 18, o plenário da Câmara Municipal de Murtinho recebeu centenas de pessoas para ouvir representantes da SEHAB E AGEHAB para ouvir informações referentes ao Projeto Lote Urbanizado, política pública de habitação do governo do Estado. 

A secretária adjunta da SEHAB Ilidia Aparecida Miglioli Sokoloski, a chefe de divisão de cadastramento da AGEHAB Eliz Cristina Tietz da Conceição e o analista de programas habitacionais AGEHAB Willyan de Oliveira da Silva, apresentaram para os presentes o referido projeto de habitação Lote Urbanizado.

O programa “Lote Urbanizado” é uma parceria entre o Governo Estadual, Prefeitura Municipal e cidadão contemplado, a contra partida do município é a infra-instrutora básica água e luz, um engenheiro civil e mestre de obras para acompanhar o andamento da obra. O governo do estado doará o terreno, a planta da casa, alicerce da habitação e uma fileira de tijolos.

O contemplado tem o prazo de 6 meses para o inicio da construção a casa e  para a cobertura ainda terá a oportunidade de financiar pelo governo do estado. Podendo pagar em até 36 meses após o termino da obra, o contemplado tem o prazo de dois anos para a conclusão da sua residência. As casas são de padrão único e após o termino a prefeitura vai disponibilizar a documentação necessária para regularização, o HABIT-SE.

Segundo os técnicos, O projeto Lote Urbanizado, pertencente ao governo do Estado em parceria com o Município e o Cidadão, tem por finalidade atender famílias com renda de até cinco salários mínimos que não tenham sido beneficiadas em nenhum Programa Habitacional Federal, Estadual e Municipal.

Como funciona

O município participa com o terreno e a assistência técnica, o governo do Estado constrói a base da casa até a primeira fileira de tijolos e o cidadão dá continuidade na construção de sua moradia.

Para participar primeiramente o pretendente tem que realizar o cadastramento no sistema de inscrição da AGEHAB e, após passar pelo processo de seleção, os mesmos serão chamados e deverão comprovar em documentos que possuem condições financeiras para adquirirem os tijolos e os cimentos até o respaldo.

O prazo para a conclusão da moradia é de 24 meses, ou seja, dois anos, e somente poderá ser habitada após a conclusão da construção.

A primeira dama e atual secretária municipal de Assistência Social, Cidadania e Trabalho, Nádia Simone Damian Maneck Deklevatti, que representou o prefeito municipal naquele evento, diz que este projeto habitacional irá beneficiar muitas famílias de Murtinho que ainda não possuem sua casa própria, as pessoas que ainda tenham dúvidas sobre o funcionamento do projeto e o cadastro deverão se deslocar até a prefeitura e procurar a gerente de habitação municipal Marilene Vasquez, “este projeto vem concretizar o sonho da casa própria que é o sonho de ter seu teto próprio e assim se fazer a inclusão de moradias”, diz a primeira dama.

A vereadora Sonia Maria Ferreira (PSDB), representou o Legislativo naquele evento, disse que o governo do Estado sempre trabalha e vem trabalhando intensamente em prol de Porto Murtinho e sua gente.


Galeria Galeria de Imagens






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

Prefeitos exaltam investimento no esporte e na qualificação de funcionários

Ao concluir seu discurso, o vice-presidente da Assomasul lembrou o trabalho que a entidade vem desenvolvendo para qualificar os funcionários

Equilíbrio e disciplina marcam a etapa de Porto Murtinho da Copa Assomasul

Passam á nova fase do torneio os times de Bela Vista, Jardim e Porto Murtinho

Passeio Ciclístico marca encerramento das atividades do Maio Amarelo

O objetivo do Maio Amarelo é colocar em pauta o tema segurança viária, sensibilizando a conscientizando a sociedade sobre os altos índices de mortos e feridos no trânsito

Carmelo Peralta completa dez anos e homenageia os fundadores

A data de fundação foi comemorada com intensas festividades, como corrida de cavalo, apresentações culturais, shows musicais e um grande almoço denominado de "karú guasú"

Paraguaios e brasileiros se reúnem para montar comitê de reivindicações

O que levou as autoridades a se reunir para montar o comitê pelo desenvolvimento é a necessidade de se preparar para os bons ventos que começam a soprar em favor desta região

Aviões embelezam o céu de Porto Murtinho

Segundo, Romeu Barbosa Ribeiro, idealizador do evento, estavam presente pilotos de várias partes do Brasil.

Miltinho Abrão solicita aquisição de gerador de energia elétrica para a unidade da Sanesul

Para Miltinho, é de extrema importância essa solicitação para garantir segurança nos trabalhos de captação, tratamento e distribuição de água potável para a comunidade local

Dia do Exército, Guerreiros do Pantanal recebem boina-Verde-Oliva

O direito de cada soldado de passar a usar o símbolo do Exército Brasileiro, a Boina Verde-Oliva, foi conquistado após a superação dos desafios inerentes ao exercício básico

"Indústria Sem Fronteiras, pode tirar as cidades fronteiriças do ostracismo econômico", diz prefeito Derlei Delevatti

Para Derlei, este projeto com certeza visa desenvolver cidades de fronteiras dos dois lados que estão esquecidos nos investimentos privado

Prefeito Derlei e vereadores cumprem agenda na Cachoeira do Apa

Atualmente moradores da localidade exploram ilegalmente a prática da pesca dentro do parque que por Lei é proibido. Na próxima quarta-feira, o prefeito vai se reunir em Murtinho com essa família para chegar a um acordo amigável caso contrário o município pode entrar com ordem de despejo e esses moradores saem sem direito a nada





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb