BelaVistaMS
Polícia

04/07/2015 - 14h19 - Atualizado em 04/07/2015 às 14h20

Polícia


Balanço

DOF divulga balanço semestral da apreensão de drogas na fronteira

Julio Cesar Teles Arguelho

A direção do Departamento de Operações de Fronteira, DOF, na tarde dessa quarta feira (01), divulgou o balanço semestral sobre a apreensão de drogas na fronteira do estado.


De acordo com o balanço houve um aumento considerável na apreensão de maconha, cocaína e haxixe nas fronteiras do Estado de Mato Grosso do Sul, sendo que o total de drogas apreendidas pelo DOF, chegou a quase 22 toneladas, sendo que no mesmo período de 2014 foram apreendidas cerca de 14,5 Toneladas.


O aumento mais expressivo registrado pelo DOF no ano de 2015, foi na apreensão de maconha, que chegaram a 21.333(vinte e um mil e trezentos e trinta e três) quilos da droga, com aumento de 55% se comparado ao mesmo período de 2014.


Outra droga que apresentou um grande número de apreensões neste ano foi o haxixe, que é subproduto da maconha, e totalizou cerca de 41(quarenta e um) quilos, 95% a mais do que no mesmo período de 2014.


As apreensões de cocaína tiveram um aumento de 20% e totalizaram cerca de 234 (duzentos e trinta e quatro) quilos apreendidos no ano de 2015.


Grande parte dessas apreensões se deram no sul do Estado, nas regiões de Amambaí, Coronel Sapucaia e Ponta Porã, cidades que fazem fronteira seca com o Paraguai, um dos principais produtores de maconha do mundo.


O patrulhamento itinerante de fronteira, realizado a mais de 28 anos pelo DOF, nos mais de 1500 quilômetros de fronteira com a Bolívia e Paraguai, vem surtido efeito muito positivo, principalmente na desarticulação do narcotráfico, sendo que essas apreensões, somadas a de outros órgãos de segurança que trabalham nessa área, descapitalizam o crime na fronteira do Brasil com o Paraguai.


“As técnicas usadas por nossos policiais, somada a demanda da droga no Brasil e o período da safra da maconha no Paraguai, nos garantiram um número grande de apreensões, principalmente de maconha e de haxixe. Nossas apreensões na maioria das ocorrências são de pequenos volumes de droga, que variam entre 10 e 60 quilos da droga, onde torna-se mais fácil camufla-la e mais difícil de se encontrar. Apreensões como a que ocorreu nos na última semana em Amambai, com mais de cinco toneladas apreendidas, são exceções, prova disso é o número de pessoas presas pelo tráfico, que nesse primeiro semestre chegou a 194(cento e noventa e quatro) prisões”. Diz Ary Carlos Barbosa, Coronel da PM e Diretor do DOF.






TagsNotícias relacionadas

Nenhuma notícia relacionada no momento.

Leia maisMais notícias

PRF divulga principais causas de acidentes nas rodovias federais do Mato Grosso do Sul

Causas presumíveis são aquelas que o policial determina, após observar os vestígios, indícios e provas colhidas no local do acidente

Caravina anuncia isenção de taxa e quer os 79 municípios na próxima Copa Assomasul

O prefeito anfitrião, Paulo César Silveira (Paulo Tucura), fez referência a crise que assola os municípios

SEGURANÇA ALIMENTAR

Segurança alimentar em MS terá R$ 955 mil para pesquisa com indígenas e atualização de plano

Atualmente a Caisan/MS é composta por membros da Sedhast, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria de Estado de Governo, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Jovens de MS serão amparados pelo Núcleo de Promoção e Defesa da Defensoria Pública

Na oportunidade foi pactuado que a Defensoria Pública promoverá a alteração da resolução que criou o Nudeca, de modo a garantir a inclusão da juventude entre as competências do órgão

Sinpol-MS pede transferência de presos após tentativa de fuga na DP de Fátima do Sul.

Recentemente, a categoria realizou uma mobilização pelo fim da custódia de presos nas delegacias que resultou no acordo com a Coordenadoria das Varas de Execuções Penais que se responsabilizou em retirar, gradualmente, os detentos condenados das delegacias até dezembro de 2018 e prevê o atendimento de emergencial em unidades em situação crítica

Ministério Público liga propina à Odebrecht; Moro prolonga prisões

Os documentos embasaram a decisão do juiz Sergio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato, que decretou nesta sexta-feira (24) nova prisão preventiva dos executivos do grupo, entre eles seu presidente, Marcelo Odebrecht.

PF faz buscas em imóveis de Collor, ex-ministros e presidente nacional do PP

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em imóveis ligados a eles, como nas residências de Collor em Brasília e em Alagoas.





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb