BelaVistaMS
Emprego

05/04/2015 - 16h23

Emprego

Estácio realiza pesquisa sobre oportunidades e crescimento salarial após ensino superior

Juliana da Costa Feliz

Dados foram coletados de ex-alunos formados em 2013 e servirão de base para apontar evolução profissional desses jovens ao longo dos anos

A Estácio acaba de concluir uma pesquisa na qual foi constatada a relação direta entre o aumento da taxa de empregabilidade e jovens que fizeram ensino superior. No estudo, realizado ao longo de 2014, foram entrevistados 3.416 ex-alunos formados na instituição em 2013 em todas as regiões geográficas do país e em mais de 100 cursos diferentes. O objetivo é saber como a conclusão da graduação impactou suas vidas. Foram avaliados aspectos como aumento salarial, ascensão de carreira e mobilidade no mercado de trabalho.

Para cursos com duração de quatro anos (oito períodos), como Administração ou Ciências Contábeis, foi constatado que o salário dos estudantes dobrou após a graduação. Outra conclusão importante é que, na média, em aproximadamente 25 meses, o aluno consegue recuperar o investimento feito ao longo de um curso. A pesquisa aponta ainda um crescimento de 25% na taxa de empregabilidade, desde o início do curso até a conclusão.

O estudo mostrou que após um ano de formados, o índice de empregabilidade entre os alunos atinge 74%, mas em algumas carreiras como Tecnologia da Informação e Gestão, esse percentual atinge mais de 90. Outro ponto de destaque são os cargos no qual os profissionais se colocam no mercado, que se mostram funções de mais responsabilidade como analistas, profissionais liberais, empresários e coordenadores.

Do total de alunos entrevistados, 78% deram continuidade aos estudos e cursam outra graduação, pós, MBA ou Mestrado/Doutorado atualmente. Destes, 46% dos egressos continuam na Estácio. O estudo ainda revela que o meio que os estudantes mais utilizam para se recolocar no mercado de trabalho são os sites de empregos, seguido por indicação de amigos e parentes e agências de empregos.

Para Paulo Amaral, gerente de Pesquisa do Grupo Estácio, o sucesso profissional e financeiro dos alunos, depois da graduação concluída, depende também de outros elementos. Por isso, os jovens são estimulados durante o curso a realizarem projetos, através de estágios e qualificações especializadas, além de desenvolverem competências essenciais para a atuação no mercado de trabalho.

“Muito além do conhecimento adquirido em uma graduação, os alunos têm personalidades e habilidades diferenciadas. Por isso, nosso trabalho é de ir além do ensino em sala de aula, dando aos nossos alunos informações críticas e relevantes para a sua formação acadêmica. E esse entendimento pode ser decisivo para o sucesso profissional dele”, afirma Paulo Amaral.

Nas próximas etapas do trabalho, o mesmo grupo de alunos continuará a ser avaliado em “ondas”.  A primeira foi realizada em outubro de 2012, com alunos formados no primeiro semestre de 2012 e será repetida em 2016. A cada ano serão realizadas novas coletas com alunos formados no ano anterior, possibilitando assim que as informações sejam atualizadas sempre com uma amostra do mesmo perfil de egressos.





Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

SEMED abre cadastro para contratação de professores temporários na Rede Municipal de Educação

As exigências para cada uma das áreas devem ser consultadas no Edital N° 01/2016

IFMS divulga lista de isentos em concurso para técnicos-administrativos

O prazo de inscrição no certame segue até o dia 7 de agosto

IFMS abre concurso público com 60 vagas para técnicos-administrativos

Atualmente, as unidades funcionam em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb