BelaVistaMS
Polícia

23/04/2014 - 15h29

Polícia

Presos são escoltados ilegalmente em delegacias de polícia de Campo Grande

Jacqueline Cordeiro / Assessoria de Imprensa

Diretores do Sinpol presenciaram nesta terça-feira (22), policiais realizando ilegalmente a escolta de presos

Há tempos o Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) realiza denúncias com inúmeras irregularidades que envolvem a rotina de trabalho dos policiais civis, como desvio de função, horas extras extrapoladas, a custódia de presos em delegacias, e agora, mais uma ação que infringe a lei: a escolta de presos também realizada por policiais civis.

Na manhã desta terça-feira (22), diretores do Sinpol foram até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário Piratininga, onde havia 37 presos, número este acumulado devido ao feriado prolongado. Ao chegar ao local, o presidente do Sinpol, Alexandre Barbosa, acompanhado do diretor jurídico Giancarlo Miranda, viram presos saindo da DP, sendo escoltados por policiais civis até o camburão. Quinze presos já estavam no interior de três veículos, vindos da Depac Centro, transportados por guardas municipais.

“Além do excesso absurdo de presos, a situação torna as DP’s locais extremamente perigosos, tanto para a segurança dos policiais quanto para a população, que fica com a segurança extremamente vulnerável”, declarou o presidente do Sinpol.

Diante da situação, com a intervenção do Sinpol, quatro policiais do Garras e da DERF, compareceram até o local para dar apoio, mas ainda assim, diretores do sindicato acusam que o número de policiais é pequeno para  escoltar a quantidade de presos que foram retirados. “Por normas internacionais, como a ONU, faz-se necessário dois agentes de segurança para a escolta de cada preso, isso tanto para a segurança do custodiado, quanto para a própria segurança do policial”, afirma Giancarlo.

Ainda de acordo com o Sinpol, a situação fere a resolução n° 365 (3 de maio de 2007), que dispõe sobre escoltas e transferência de presos, está claro no artigo 2° que as “escoltas e transferências de presos, dentro dos limites do Estado, serão realizadas pela Polícia Militar”, o que não vem sendo cumprido.

“A falta de efetivo para realização deste procedimento é um dos principais motivos desta situação. Além dos PC, outra irregularidade maior é que os Guardas Municipais tem colaborado com o referido transporte. Por mais solícitos que sejam esses membros não possuem esse dever, e nem ao menos portam armas para seu trabalho. Seus veículos não são apropriados para a transferência de presos, pois as viaturas sequer tem separação ou grade em seu interior”, afirmou o diretor jurídico do Sindicato.

Em busca da resolução deste problema, o Sinpol encaminhará mais uma vez um ofício aos órgãos competentes, solicitando que a resolução n° 365, referente à escolta de presos seja cumprida, e que a PM faça o trabalho que lhe é inerente. O sindicato ainda orienta a todos os policiais civis que somente realizem o procedimento se tiver segurança garantido e reforço policial.

Galeria Galeria de Imagens






Comentários Comente a notícia


Leia maisMais notícias

PRF divulga principais causas de acidentes nas rodovias federais do Mato Grosso do Sul

Causas presumíveis são aquelas que o policial determina, após observar os vestígios, indícios e provas colhidas no local do acidente

Caravina anuncia isenção de taxa e quer os 79 municípios na próxima Copa Assomasul

O prefeito anfitrião, Paulo César Silveira (Paulo Tucura), fez referência a crise que assola os municípios

SEGURANÇA ALIMENTAR

Segurança alimentar em MS terá R$ 955 mil para pesquisa com indígenas e atualização de plano

Atualmente a Caisan/MS é composta por membros da Sedhast, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria de Estado de Governo, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Jovens de MS serão amparados pelo Núcleo de Promoção e Defesa da Defensoria Pública

Na oportunidade foi pactuado que a Defensoria Pública promoverá a alteração da resolução que criou o Nudeca, de modo a garantir a inclusão da juventude entre as competências do órgão

Sinpol-MS pede transferência de presos após tentativa de fuga na DP de Fátima do Sul.

Recentemente, a categoria realizou uma mobilização pelo fim da custódia de presos nas delegacias que resultou no acordo com a Coordenadoria das Varas de Execuções Penais que se responsabilizou em retirar, gradualmente, os detentos condenados das delegacias até dezembro de 2018 e prevê o atendimento de emergencial em unidades em situação crítica

Ministério Público liga propina à Odebrecht; Moro prolonga prisões

Os documentos embasaram a decisão do juiz Sergio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato, que decretou nesta sexta-feira (24) nova prisão preventiva dos executivos do grupo, entre eles seu presidente, Marcelo Odebrecht.

PF faz buscas em imóveis de Collor, ex-ministros e presidente nacional do PP

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em imóveis ligados a eles, como nas residências de Collor em Brasília e em Alagoas.





contato@belavistams.com.br
© 2011 - João Carlos Velasquez - Todos os direitos reservados

Webmail | Desenvolvido por JPWeb